Dicas de Cartagena de Indias

Dicas de Bogotá
03/09/2015
Dicas do Hotel Le Relais La Borie
31/07/2016

Dicas de Cartagena de Indias

Olá amigos do blog !!! Neste post falaremos de nossa viagem a Cartagena de Indias, realizada entre os dias 03 e 12 de junho deste ano. Esperamos realmente que gostem do post e estamos abertos a todos os comentários e críticas, que sempre consideraremos construtivas. Resolvemos postar de uma vez só todos os temas referentes a viagem ,diferente do que fizemos nos posts anteriores. Divirtam-se !!!

DSCN1324

Vista área da Cidade Amuralhada, Cartagena de Indias -Photo by Casalviagem

Declarado Patrimônio Mundial da Humanidade, a cidade foi, no passado, o principal porto espanhol da América e um importante ponto de tráfico de escravos vindos da África. Com tanta riqueza circulando por ali, Cartagena foi alvo de muitos ataques de piratas, o que acarretou na construção das muralhas (13 km de muros de pedras construídos a partir do século 16) que cercavam toda a cidade e permanecem erguidas, mas hoje, sem o risco de ataques piratas. La dentro da cidade muralhada há uma sequência de casas coloniais que abrigam restaurantes típicos, animados bares, casas de cambio e até pequenos hotéis-boutiques, além é claro, de muuuita cultura a ser descoberta, com museus incríveis e histórias emocionantes e assustadoras também.

Há um contraste marcante com edifícios modernos e altíssimos erguidos nas proximidades, como é o caso dos bairros de Boca Grande e Castillos, que lembram um pouco Miami, comparação justificada pela fachada moderna dos prédios, e, principalmente pelos gigantescos navios atracados nos portos e pelos vários “gringos” que desembarcam para passear rapidamente na cidade, sempre trajando camisa florida e meia na altura da canela.

Cartagena de Indias tem um clima típico de uma cidade caribenha, e é um dos destinos turísticos mais concorridos de toda a Colômbia. Numa mesma viagem tem-se a possibilidade de unir atrativos que contam o passado colonial da região e um litoral cujos tons cromáticos dispensam apresentações, afinal, Cartagena é banhada pelo mar do Caribe e suas praias são fantásticas, com água quente (quente mesmo), areia branquinha e água cristalina (fiquei literalmente de molho gente). As mais belas praias de Cartagena encontram-se afastadas da cidade, sendo necessário o uso de barcos e/ou ônibus para a visita. As praias que se encontram na cidade mesmo, não são as mais bonitas e limpas.

Em relação a segurança, nota 10! Andamos tranquilamente pela cidade murada qualquer horário, até à madrugada. Como toda cidade turística, cuidado com bolsas, muito dinheiro, essas coisas, faz parte, não tivemos nenhum fato relacionado a roubos ou furtos, e olha que, quando fomos do aeroporto para o Hotel, o Rodrigo esqueceu a mochila dele dentro da van e só descobriu na hora de fazer o check in. Imediatamente, uma pessoa do hotel informou que conhecia o motorista (lá, todos se conhecem no meio turístico), e ligou para ele informando que havia ficado uma mochila dentro da van. Em meia hora eu estava recebendo minha mochila, intocável e com todos os pertences (note, grana, pen drives, máquina fotográfica, etc..etc…).

O porem que fica de uma visita a Cartagena, é que em alguns casos, parece que você está em Porto Seguro, pois será muito, mas muito mesmo incomodado por vendedores ambulantes, sempre e em qualquer lugar, inclusive nas ilhas e nos meios de transporte. Não tem pra onde correr. Serão incontáveis “No, gracias! Ah… a língua é o espanhol, mas dá pra se virar com um portunhol melhorado.

E aí? Te convenci a visitar Cartagena de Índias? A cidade é puro charme, as pessoas são simpáticas e as paisagens são de tirar o folego !!!

DSCN1325

Bairro Bocagrande, Cartagena de Indias – Photo by Casalviagem

ONDE FICA CARTAGENA NO MAPA ?

Cartagena fica no litoral Atlântico, também conhecido como Mar do Caribe, a 1 hora de avião de Bogotá. A cidade fica no continente, mas ao redor dela há várias ilhas que fazem a fama praieira do lugar. Aliás, as melhores praias ficam nas ilhas, enquanto a cidade é mais para aproveitar a história, a arquitetura e a cultura desta região da Colômbia. Foi fundada em 1533 pelos espanhóis, que cuidadosamente a fortificaram e já foi sede do Tribunal da Inquisição. Hoje tombada como Patrimônio da Humanidade pela Unesco, a cidade tem mais de um milhão de habitantes.

01-cartagena-das-indias-mapa

Localização geográfica de Cartagena – By lalarebelo.com

COMO CHEGAR?

Recebemos varias perguntas no nosso Instagram (@casalviagem.es) de como chegar ate Cartagena.

O Aeroporto de Cartagena Rafael Nunez tem vários voos domésticos de Bogotá. Medellin, Cali, Pereira e San Andrés. Tem também alguns poucos vôos diretos internacionais saindo de Miami, Nova York e do Panamá. Se estiver no Brasil, o melhor é ir a Bogotá e de lá pegar um voo local para Cartagena, mas tem também a opção de ir para o Panamá e de lá ir para Cartagena. Ao chegar ao aeroporto, busque um táxi pré-pago, que calcula a sua rota antes de embarcar, assim você evita levar calote de taxista! Partindo do Brasil até o aeroporto da capital, Bogotá, as melhores opções estão com a Latam e a Avianca. De lá, é possível pegar outro voo para a cidade, com estas mesmas companhias aéreas.

Jpeg

Vista aérea de Cartagena – A320 Avianca – Photo By Casalviagem

MOEDA

A moeda utilizada em Cartagena é o peso colombiano (COP) e inúmeros estabelecimentos aceitam cartão de crédito (só não esqueça de autorizar previamente o uso internacional dos cartões). O câmbio  oficial atual está em R$1 = 847 COPs. Logicamente, tudo por lá gira em quantos mil COPs. Então 1.000 COP = R$1,18.  O dólar americano não é aceito em todos os lugares e, quando é aceito, pode não ter uma conversão favorável. Recomendamos ter sempre pesos em mãos, que é mais garantido.

Vamos aqui, explicar alguns detalhes sobre o câmbio na Colômbia, neste caso, em Cartagena. Muitos de nossos seguidores perguntaram se é melhor levar dólar ou real. Desta vez, o Rodrigo levou apenas Real, e eu levei reais e um pouco de dólar. Chegando em Bogotá, precisamos trocar algumas moedas, e descobrimos que o câmbio de 847 COPs por real era ilusão, e que o que eles pagavam era 700 COPs por 1 Real. Trocamos alguns reais então. Ao chegarmos em Cartagena, em frente ao Hotel que ficamos (Atlantic Lux Hotel, Boca Grande), havia uma casa de câmbio, e estava pior a troca, 670 COPs por 1 Real. Descobrimos mais tarde, com alguns outros brasileiros, que na Cidade Muralhada, bem na entrada da Torre do Reloj, tem uma casa de câmbio, pequenina, bem pequena, que pagava 750 COPs por 1 real. Lógico que a oficializamos, valendo até pagar o taxi entre o hotel e a Cidade Muralhada para trocar dinheiro, pois o táxi cobra apenas 7 mil pesos pelo trajeto, e em 4 pessoas vale muito a troca. Quanto ao Dólar, a média girava em torno de 2.750/2800 por dólar. Faça as contas e veja se vale levar dólar.  O BanColômbia faz trocas apenas de dólar por pesos. Não vimos à cotação do dólar no banco. O uso do cartão de crédito tem IOF em cima do valor da compra, e eles vão converter COPs para Dólar e depois para Real, quando a fatura for fechada. Lembrando também que conseguir pesos colombianos no Brasil é um pouco complicado, pois as casas de câmbio só têm a moeda quando reservada com antecedência.

Colombia pesos

Cédulas colombianas

O QUE VISITAR

A máquina fotográfica ou seu próprio celular serão daqui para frente os seus melhores companheiros de viagem. As casas coloridas e as pessoas, ruas limpas, povo gentil e feliz, são atrativos para belíssimas fotos, não é mesmo gente?? São várias atrações turísticas em Cartagena. Aqui, citaremos as mais interessantes e que não podem faltar em sua visita à cidade:

 Iglesia San Pedro Claver: San Pedro Claver nasceu na cidade de Verdu na Espanha, em 1580, e ordenou-se na Companhia de Jesus aos 22 anos. Chegou à Colômbia em 1610 e recebeu a ordenação sacerdotal em Cartagena em 1616. A partir daí, dedicou-se por mais de 40 anos ao cuidado e defesa dos escravos chegados da África. Por isto é conhecido como “apóstolo dos negros” e “escravo dos escravos”. Morreu em 1654 e foi o primeiro a ser canonizado nas Américas.

 O Templo de San Pedro Claver abriga uma igreja e um monastério construídos a partir do século XVII. A entrada é paga (11.000 COPs e 5000 COPs o guia, caso queira) e o lugar tem um claustro muito bonito, com museu de arte sacra e visita às dependências do conjunto arquitetônico.  Fazendo a visita você poderá conhecer a parte superior da construção, e ter uma visão ainda melhor da igreja, que tem um pé direito bem alto. O passeio é bem interessante, onde pode-se conhecer os aposentos de San Pedro Claver, aprender histórias interessantes sobre ele e ainda conseguir fazer lindas fotos.

 

 Plaza de San Pedro Claver: Fica em frente à igreja, é repleta de esculturas que retratam atividades cotidianas. Lá estão o barbeiro, o alfaiate, os jogadores de xadrez e o vendedor de frutas. Outro lugar em que as máquinas fotográficas de qualquer espécie agradecem pelas lindas fotos que podem ser conseguidas.

                             

Torre do Relógio: A Torre do Relógio é um dos símbolos de Cartagena. Sugerimos que sua primeira entrada na cidade muralhada seja por aqui, por ser a mais linda e emblemática da cidade. O lugar foi entrada principal da Cidade Amuralhada e tem uma construção imponente, que chama atenção mesmo de longe. Ela funciona como um portal que divide dois bairros da cidade e é possível passar debaixo da torre e de seu relógio. Mesmo à noite esse ponto turístico continua em destaque, pois recebe uma iluminação especial, rendendo lindas fotos. Serve de ponto de encontro, e tem uma estátua de Pedro de Heredia, fundador de Cartagena. Fica bem próximo a Marina de Cartagena.

                                           

                                                                     

Igreja e Convento de Santo Domingo: A Igreja de Santo Domingo é mais uma das igrejas de Cartagena que figuram entre os templos mais importantes da cidade. O local abre apenas durante o horário das missas e é nesse período que você pode visitá-lo.  É a igreja mais antiga de Cartagena, com construção iniciada no final do século XVI. Não deixe de observar a única torre externa da igreja, o altar em estilo barroco e o arco, quase chato.

convento-de-santo-domingo_pequeña

Igreja de Santo Domingo – Photo by Apartamentosbacanos

Catedral de Cartagena: A Catedral de Cartagena, cuja primeira construção data de 1575, é uma das igrejas mais importantes da cidade. Também chamada de Basílica Menor Santa Catalina de Alejandría, o local fica fechado a maior parte do tempo, abrindo apenas no horário das missas ou para quem paga pela visita com audioguia (13.000 COPs). É uma construção com detalhes e história muito interessantes.

DSCN0952

Catedral de Cartagena – Photo by Casalviagem

Muralhas: Cartagena de Índias é uma cidade que nasceu dentro de uma muralha ou “corralito de piedras”, onde os ricos da região viviam e foi crescendo para fora com o tempo. As ruas são estreitas, repletas de turistas, cheias de restaurantes, bares, cafeterias, e até a universidade fica lá dentro também. Os prédios tem uma arquitetura colonial linda, tudo muito colorido e fotogênico. Ali, você encontra frutas frescas, limonadas de coco, água de coco, que diferente do Brasil é vendida em sacolas plásticas, tipo sacolé, mas apenas gelada (experiência diferente, muito legal), esmeraldas, chapéus, arepas, flores, além é claro dos melhores sorvetes e paletas da vida!! È um prazer caminhar tranquilamente sentindo o aroma e observando cada detalhe. (adoro caminhar e ir descobrindo cada ponto de interesse).

Ahhh!!  Atenção para as maravilhosas sacadas das casas, sempre decoradas e com plantas e flores igualmente maravilhosas.  A cidade premia todos os anos a melhor sacada com isenção de impostos, motivo pelo qual todos capricham para tentar receber o benefício. Até eu que não sou mais boba, teria uma linda sacada florida! Sem dúvida alguma, este é “O” passeio entre as opções sobre o que fazer em Cartagena, e caso você tenha pouco tempo na cidade, vá direto para lá!

muralhas

IMG_4702

Arcada de las Bóvedas: É um local tanto turístico, quanto voltado para realizar compras de artesanatos, lembranças, bolsas e esmeraldas. Foi construído entre 1792 e 1796 e foi à última grande construção da época colonial. As 23 abóbadas á prova de bomba, também funcionavam como um antigo armazém de munição e provisões. Já na era republicana foi uma prisão, e atualmente, é um mercado de souvenires.

É um lugar interessante, mas não aposte nos bons preços, pois, por ser um dos pontos turísticos mais visitados, os vendedores tendem em exagerar um pouco nos preços dos produtos. Se você procura um bom preço para comprar os famosos souvenires, vá para o centro da Cidade Amuralhada ou Bocagrande, aonde além de ter preços melhores, você ainda pode pechinchar bons descontos.

Endereço: Fica dentro da Cidade Amarulhada, no bairro de San Diego, Calle Zerrezuela

Forte de San Felipe de Barajas: É uma fortaleza que se ergueu para proteger a cidade dos invasores, na época da colonização espanhola ou melhor, os espanhóis construíram o forte para proteger a cidade de outros invasores que não fossem espanhóis.  O forte é a maior e mais segura construção militar feita pelos espanhóis em suas colônias e é cheio de passagens secretas e túneis que permitem fácil deslocamento e saídas, caso fosse necessário. (agora pensa num lugar quente!! E quem tem claustrofobia não recomendamos não entrar). Foi originalmente construído em 1657 e expandido em 1732! Ele ocupa toda a montanha San Lázaro e fica a uns 20 minutos a pé do centro histórico. Dica: vá de manhã que tem menos gente e o sol não castiga tanto. Nós fomos à tarde e por pouco não cozinhamos de tão quente que é o lugar. E não se esqueça de levar água, pois você vai suar muito ao subir as ladeiras do castelo e entrar nos seus labirintos. Existem muitos vendedores de água na entrada, não deixe de comprar, sempre em garrafas pequenas, pois em menos de dez minutos a água já estará quente e sem condições de ser bebida.

Mosteiro da Popa: O Convento de Santa Cruz de La Popa, cuja primeira construção data de 1607, é um dos pontos turísticos mais importantes de Cartagena.  Seu nome oficial é Convento de Nuestra Señora de la Candelária e é conhecida como “popa” devido a aparência da montanha a um barco, ficando o convento na sua parte traseira, ou seja, a popa.

Estrategicamente localizado no ponto mais alto da cidade, a cerca de 150 metros de altura, tem uma vista espetacular, de onde é possível admirar quase toda a cidade. La Popa possui arquitetura colonial que se destaca e um museu com peças religiosas, como quadros e esculturas. Além de a área externa proporcionar uma vista espetacular, o claustro do local, todo florido, também chama a atenção. Os agostinhos, ordem que ocupa o convento, já foram obrigados a deixá-lo no período em que a construção foi utilizada para fins militares. Infelizmente não há transporte público para chegar ao local. Nós fomos de chiva quando fizemos o city tour. Fica a apenas 2 km do Castillo de San Felipe, mas não recomendamos subir a pé por questões de segurança e pelo clima muuuuuuito quente. A subida de chiva também é uma história a parte, a adrenalina corre solta e a emoção é mais que garantida.

                                                                                                     

“La Gorda”: a famosa escultura doada por Fernando Botero. Passar a mão nos seios da gorda “Gertrudis” é certeza de voltar a Cartagena. Dá para notar que os seios estão mais claros do que o resto do corpo de tão alisado. (hehehehe).

                                           

 

Plaza de Bolívar: o povo se reúne para conversar, tomar sorvete ou comer as frutas vendidas pelas “palenqueras”, mulatas com traje típico que se espalham pela cidade ( ah..não se esqueça de dar um “propina” ao tirar fotos com elas).

                                                           

Palacio da inquisição: É uma construção do período colonial que hoje abriga exposições a respeito da história de Cartagena e da inquisição. A cidade já foi sede do Tribunal do Santo Ofício, que condenava e torturava pessoas por heresia, bruxaria, bigamia etc., na época da inquisição. Na parte térrea do edifício, as pessoas podem observar instrumentos de tortura utilizados nesse período. Enquanto para alguns essa parte do museu é interessante, para outras pessoas é um local que causa certo mal-estar (confesso que fiquei arrepiada ao entrar lá). Se você está procurando um lugar com astral bom, é melhor não ficar por muito tempo nessa sala. O guia conta todos os detalhes das torturas, os objetos de tortura são réplicas, e assustam da mesma forma, e dão ideia do porquê até hoje, os Papas pedem desculpas pelo que foi feito na época da Inquisição. O Estado Islâmico deve ter usado como inspiração para os dias de hoje, de tão horripilantes são as histórias contadas pelo guia.

Nas salas superiores, o clima muda, e é possível observar painéis, quadros e objetos da época da colonização. Nessas salas há bastante cheiro de mofo; quem tem alergia provavelmente não se sentirá muito bem. Mesmo assim, não deixe de visitar esse museu, e, caso tenha que escolher apenas um, esse deve ser escolhido, sensacional!!

A entrada custa 15.000 COPs, com serviço de guia à parte por 5000 COPs por pessoa.

         

                                                                  

Museu do Ouro: O Museu do Ouro Zenú é uma das poucas atrações de Cartagena em que não é preciso pagar para entrar. Por lá você poderá entender melhor a história do povo Zenú e conhecer os instrumentos utilizados por esses índigenas. (tem uma sala de vídeos explicando tudo). Há, no museu, muitas peças utilizadas no cotidiano e outras em ouro bem bonitas.

                        

Museu da Esmeralda: Apesar do nome, não é museu e sim lojas onde vendem esmeraldas e prata, que infinitamente tem um preço mais barato que no Brasil. Você encontrará por toda a cidade lojas que vendem essas joias, mas sempre pechinche antes de fechar negócio e sempre peça o certificado. As peças são realmente muito bonitas e vale ao menos uma visita.

IMG_4251

 

Andar de charrete pelas ruas do centro histórico: É um dos passeios mais do que turísticos de Cartagena. Os charreteiros percorrem as ruas oferecendo preços de acordo com a duração do passeio e, de novo, com a cara do turista. No fim da tarde, depois que o sol se põe, é mais gostoso, mas nós escolhemos contemplar a cidade à tarde (40.000 COPs para 20 minutos de passeio para 4 pessoas), lembrando que o preço inicial era de 60.000 COPs. Tem que negociar muito antes. É na Plaza de Los Coches que saem os passeios de charrete, e vale muito a pena. (Não saia de lá sem fazer esse passeio, ele é maravilhoso).

Passeio de chiva Rumbeira: Regado ao legítimo Rum, os caminhões adaptados levam os animados passageiros pela cidade ao som da rumba caribenha (risadas garantidas).  Pagamos 35.000 COPs pelo passeio de três horas com direito a uma parada para encontro na muralha com as outras chivas e pausa para lanchar as famosas empanadas que são distribuídas para todos os passageiros.  Para terminar a noite, o passeio inclui uma hora em uma das suas danceterias (a nossa parou na danceteria Leblon). Quem quiser fica, e quem não quiser pode voltar ao hotel na Chiva mesmo. Nós ficamos e gostamos muito de dançar os ritmos caribenhos. Quem gosta de uma boa diversão, sem timidez, vale muito, o guia toda hora faz as pessoas de levantarem e dançar, curtindo muito e zoando das demais chivas que passar por perto. A bebida ( Rum + coca cola) é garantida desde o início do passeio, e as pessoas vão ficando cada vez mais animadas com o tempo. Passeio para quem gosta de se divertir e, repito, e que não seja tímido.

     

 

Islas del Rosario:  São as ilhas do caribe com as melhores praias da região…é aquele clichê caribenho, com águas cristalinas, agua quentinha, céu aberto e piña colada! (muita piña heheh). É um arquipélago de 27 ilhas localizado a cerca de 1 hora de barco de Cartagena. Você pode reservar o seu passeio até a sua ilha preferida em uma das muitas agências de viagens pela cidade (reservamos nossos passeios no próprio hotel em que estávamos hospedados). Na hora marcada, 8h30 da manhã, o micro ônibus lotado passou no hotel e nos levou até Muelle de La Bodeguita, o porto. Lá, centenas de turistas pingavam de tanto calor, esperando os barcos que nos levaria à praia prometida e tão aguardada. Uma confusão para pagar a taxa de turismo, 14.000 COPs. O passeio para Islã del Rosário foi de 70.000 COPs. Você já tem que saber o que fará antes de chegar lá. Há duas opções: fazer snorkel (20.000 COPs) ou ir ao Oceanário (25.000 COPs). Decidimos ir ao Oceanário já que o meu grande sonho era fotografar com os famosos golfinhos (50.000 COPs por uns 3 minutos). Infelizmente homens não podem fotografar, pois segundo os treinadores eles são machos e atacam os homens. Foi a melhor experiência da minha vida.

O Oceanário abriga peixes, tartarugas, tubarões- gato e limão, golfinhos e faz apresentações educativas ao público para que conheça melhor a vida desses animais. Há paradas em cada um dos ambientes onde os animais ficam e é feita uma breve explicação sobre os hábitos e os costumes dos mesmos. As paradas mais bacanas são no aquário dos tubarões e o show dos golfinhos. É um local interessante para pessoas de todas as idades e normalmente é conhecido em conjunto com outra ilha do arquipélago.

O almoço tradicional, chamado de bandeja especial, que inclui peixe frito, arroz de coco, salada, banana frita amassada e limonada é servido na playa blanca e já esta incluso no ingresso, servidos das 12h às 13h, é bom comer antes de chegarem a maior parte dos barcos, pra fugir do movimento.  Não espere que seja um banquete, é o que chamamos aqui no Brasil de “Pé sujo”, com gatos e algumas moscas visitantes. Outro detalhe, não existe faca, apenas o garfo vem acompanhando o prato como talher.

  

DSCN1044

    

                                                           

Playa Blanca: A Playa Blanca fica na Isla Barú, a única Ilha do arquipélago das Islas del Rosario com a possibilidade de chegar de carro. (1 hora de ônibus ou 50 minutos de barco) Talvez por isso seja a praia mais movimentada e cheia, seu fácil acesso permite o crescimento de restaurantes e pousadas.  A água é azul, transparente e quente pessoal, a areia é muito branca, tem várias barraquinhas espalhadas pela beira, o lugar é ótimo para relaxar o dia inteiro

Água doce não existe para banho, apenas para beber, ao custo de 3.000 COPs a garrafa, cerveja a 4000 COsP. Pode-se pedir também os famosos coquetéis tipo mojito e coco loco, na média a 20.000 COPs. Ali em Playa Blanca, me senti meio que em Porto Seguro. Tatuagem, massagem, colares de pedra, e muito mais, são oferecidos a cada 30 segundos. Valeu o passeio de Jet Ski, ao preço de 50.000 COPs por meia hora. O Preço inicial era de 80.000 COPs, basta negociar, assim como tudo em Cartagena deve ser negociado antes de der usado ou adquirido, até mesmo as corridas de taxi.

Playa Blanca não é um destino caro, diferente do que eu imaginava, o aluguel de uma barraca para 4 pessoas custa 20.000 COPs durante todo o período que você ficar na ilha.

Na volta os barcos saem às 15h30 (é só nesse horário) e o ônibus as 15 hs e fizemos o pacote terrestre nesse dia e pagamos 55000 COPs saindo do nosso hotel.

                                                      

Café del Mar: No final da tarde, o melhor programa é sem duvida alguma admirar o pôr do sol deslumbrante no internacional Café del Mar, um restaurante/bar/lounge/balada, de localização privilegiada, de frente para o mar do caribe colombiano. O mojito e a piña colada deixam um gosto de quero mais e o visual do lugar e o clima são sensacionais (não saia de lá sem fazer esse programa imperdível). Não existe consumação mínima, basta que cada pessoa peça uma bebida e tudo está liberado.

                                                                      

Sapatos Viejos: O monumento “Sapatos Viejos” é uma homenagem a um poeta local chamado Luis Carlos López. Faz referencia ao seu poema que compara o amor à terra natal a um par de sapatos velhos que não queremos nunca nos desfazer. O local não é dos pontos turísticos mais importantes de Cartagena, mas certamente rende fotos engraçadas.  Ao redor da obra há muitos e muitos vendedores de lembranças, comidas e outros artigos e o assédio acaba sendo um pouco chato também.

DSCN0913

Cafeteria Juan Valdez : O café colombiano é famoso pelo sabor. São várias lojas espalhadas por toda a cidade que vendem o produto em suas mais variadas misturas e sabor. Se você gosta de café tem que conhecer essa rede colombiana. Existem muitas lojas espalhadas pela cidade e os cafés são deliciosos.

Juan-Valdez

ONDE SE HOSPEDAR EM CARTAGENA?

Depende do seu ponto de vista.  Se ficar dentro da cidade emuralhada, além de facilitar a logística para circular pelo centro em diferentes horas do dia e conhecer a maior parte dos lugares, você vai entrar no clima e se sentir realmente na época colonial.  Há muitos hotéis em Cartagena, alguns deles são hotéis boutiques, que são casas coloniais antigas completamente restauradas por dentro. Nós preferimos ficar fora da cidade muralhada, na parte mais nova em Bocagrande devido à facilidade de ter tudo por perto, ou seja, supermercados, farmácias, muiiiitas lojas e restaurantes, confesso que nessa hora gosto de modernidade. Nosso hotel Atlantic Lux, nos atendeu perfeitamente, além de super bem localizado, as atendentes são super atenciosas e prestativas, muito limpo, tem um bom café da manha, um dos maiores cassinos da cidade e uma ótima piscina (ótimo custo benefício).

                              

 

 

 

GASTRONOMIA

 A vida gastronômica de Cartagena é intensa. Come-se muito bem a preços justos e a comida é farta, sendo que na maioria dos lugares um prato da para 2 pessoas. Aqui a dica de alguns bares e restaurantes que visitamos e recomendamos.

Mare Monti:  Restaurante especializado em massas, pizza, carnes e mariscos. Pensa num restaurante espetacular. Esse foi sem duvida alguma o melhor restaurante da cidade. Hospitalidade nota 1000 com o amigo e chef Fred, que veio nos atender pessoalmente, sendo até nosso seguidor no Instagram @casalviagem.es. Local pequeno e aconchegante, climatizado e muito elegante. Serve tanto para um jantar em família como para um jantar romântico a dois. Fale que vocês são nossos seguidores no Instagram para ele, cite nossos nomes, e ele vai dar uma caprichada no prato que vocês pedirem. Nota 10 com louvor.

Instagram do Chef Fredy: @chef_fredycastro

Endereço: Cra 3 No. 8-49,C.C La Mansion Local 20 Bocagrande, atras do Atlantic Lux Hotel, ao lado do Café Juan Valdez.

DSCN1243 RSCN1259 RSCN1260

La Mulata : Com um ambiente alegre e boa música o lugar é top, pratos deliciosos e com um preço super acessível pela qualidade que oferece, não se acha no Brasil por este preço. Um lugar que vale muito a pena conhecer!

Endereço: Calle Quero 9 58 | SanDiego Walled City, Cartagena, Colômbia

La Perla:  Difícil encontrar um destino sem um restaurante peruano nos dias de hoje. Há outras cevicherias na cidade, mas essa foi especialmente recomendada por brasileiros e tem um clima descolado, fica ao lado do El Bistro.

OBS: os pratos vem carregados na pimenta, não nos atentamos a isso, e para nosso espanto foi meio problemático, pois odiamos comida condimentada. Os pratos são bem apresentáveis e o preço normal. Neste restaurante, um prato serve apenas uma pessoa.

Endereço: 4 – 42 Calle de Ayos, Centro Historico, Cartagena, Colômbia

La Parrilla: Esse restaurante de rede, fica no shopping Mall Plaza el Castillo, comemos uma parrilada maravilhosa. Um prato serve 2 pessoas tranquilamente, e tem preço muito justo. Melhor do que muito restaurante a la carte no Brasil.

la parrilla

Crepes & waffles:. O Crepes and Waffles é uma rede que está em alguns lugares na América do Sul e possui um cardápio cheio de opções legais, que vão muito além dos básicos crepes e waffles.  Lá você encontrará sopas, sanduíches, crepes doces e salgados, waffles com vários acompanhamentos, massas e saladas, com a vantagem de ser um local com preços justos. Super recomendo, é maravilhoso (voltamos umas 3 vezes hehe)!!! Tem várias lojas espalhadas na cidade. Experimente pedir o Crepe de Nutella, e prepare-se para ir às nuvens.

  

Cremeria italiana: Simplesmente o melhor sorvete da cidade. Eles têm uma variedade impressionante para um lugar tão pequeno. (os sabores de manga, morango, kinder Ovo, Ferrero Roche e Oreo são qualquer coisa, de maravilhosos). Tem loja dentro da cidade muralhada (bem no centro histórico) e em Bocagrande.

       

ULTIMAS DICAS DE CARTAGENA:

  • Cartagena é uma cidade tropical e é sempre quente por lá! Dizer para não esquecer do filtro solar é um tanto quanto clichê, mas pura verdade.
  • Tenha sempre uma garrafa de água em mãos. Nos supermercados elas são mais em conta. Leve-a com você nos seus passeios
  • Os preços podem ser abusivos para turistas. A regra é: se for comprar artesanato, o preço é a metade do que eles estão dizendo, portanto negocie muito antes.
  • Para usar o táxi negocie sempre o preço antes de entrar!
  • Na mala, leve só roupas leves. Só usamos calça jeans para chegar e voltar do aeroporto. (o sol era esturricante, fazia muuuuito calor).
  • Se você é brasileiro, não é necessário visto, apenas identidade com menos de dez anos de emissão ou passaporte válido.
  • Seguro de viagem; ninguém esta livre de ficar doente ou sofrer um acidente durante as férias. (não deixe de fazer, é imprescindível). Atenção: os preços dos medicamentos são caríssimos naquele lugar, se puder leve tudo daqui.
  • Experimente: limonada de coco (descobri essa bebida ano passado em San Andrés, a combinação é espetacular), piña colada, mojito, arepas e arroz de coco.
  • Não deixe de conhecer a loja Desigual, marca espanhola de roupas coloridas e diferentes, fica na esquina da Calle Portocarrero, perto do Portal de Los Dulces. Preste muita atenção nos lenços e bijouterias, além é claro das roupas maravilhosas, não resisti e é claro comprei uma blusa “Mara” e há também uma outa loja no shopping Mall Plaza El Castillo. (a loja da cidade murada estava com 30% de desconto comprando 2 peças).
  • Se voçe é apaixonada por lojas de biquínis como eu, não deixe de conhecer a marca Colombiana chamada Agua Bendita, maravilhosa e nunca vi nada igual, estampas maravilhosas, caríssimas por sinal, mas vá ao menos conhecer. Há lojas na cidade muralhada, shopping Bocagrande e na avenida principal do bairro de Bocagrande.
  • Há 2 shoppings na cidade: um perto do Castelo de San Felipe chamado Mall Plaza El Castillo, esse mais antigo, porem com lojas de marcas tanto famosas, como lojas mais populares. Tem também a famosa loja de departamentos Fallabella e um mega supermercado chamado Jumbo onde você encontrará tudo o que precisa. O outro shopping mais novo, o Plaza Bocagrande, menor, porem com lojas de marcas famosas como Adidas, Tommy Hilfiger, MAC, Lacoste e outras mais.

A Colômbia para nós foi uma grata surpresa desde o ano anterior quando conhecemos Bogotá e San Andrés. Viajar por este país é estimulante e animador, e, para aqueles que acham que não vale a pena conhecer países da América do Sul, torcendo o nariz e achando que não compensa, digo que vale sim !!! Cada escala, cada chegada e saída de aeroporto e cada minuto que se passa até chegar, não são em vão, existe a compensação da cultura, beleza, do povo, da vida e do mar para curtir na ColômbIa. Claro, não se compara às ilhas colonizadas pelos europeus e americanizadas, que fazem parte do Caribe, mas a Colômbia tem seu charme e sua graça que a fazem ser “única”. Experimente, visite e depois fale o que achou. Não tem como dizer que não gosta de um lugar sem ter ido para falar. Temos certeza que você irá adorar. Nós agradecemos de coração a felicidade de conhecer mais este pedacinho do nosso planeta. Esperamos que tenham gostado de nosso post. Temos nosso Instagram para o caso de dúvidas também. @casalviagem.es e @casalviagem.es2.

IMG_4143

Da Esquerda para a direita: Elaine, Valdeci, Orlando, Aurea, Alair, Rodrigo e Guilherme. Agradecimento especial à @momentslinhares que nos presenteou com estes lindos copos personalizados.

Beijos,

Elaine e Rodrigo

Curtam nossa página no Facebook: Casalviagem.es

Sigam-nos no Instagram: @casalviagem.es

Deixe um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *